O que me move hoje?

Todos nós precisamos de um sentido para a nossa existência. Normalmente não pensamos muito nisso, mas existem períodos em que se faz necessário uma automotivação consciente para que as coisas não saiam dos eixos e causem desequilíbrio, ou pior que caminhem para a apatia. Autopiedade também não vale como conselheira.

Receitas para esses períodos. Rsrs

- Acordei!

- O que me move hoje?

NADA não serve como resposta.

Faça uma relação de todas as coisas boas que você tem.

Com certeza, se colocar em colunas separadas as coisas boas e as ruins, vai perceber que as coisas boas ganharão disparadamente, mas nem sempre estamos muito a fim de dar valor a isso. Mas devíamos.

O que me move hoje?

Qualquer coisa serve, desde que possa reforçar um pouco o ânimo.

Um dia de cada vez: – Hoje isso pode me fazer bem!

- Dar uma caminhada, tomar um sorvete, resolver uma questão pendente no trabalho, dar uma caprichada no visual e se achar o máximo.

Escolha uma coisa que acrescente um prazer individual ao seu dia.

Faça disso um hábito diário.

Acredite que esse período morno será superado.

Não quero dar uma de conselheira e nem de analista de botequim, mas sabemos que os altos e baixos são inerentes ao ser humano e que às vezes é bom dividir e se permitir fazer uma revisão pra não perder o fio da meada.

Não podemos perder o brilho.

Até breve

Maria Viola Bona

 

 

Não há artigos relacionados

Esta entrada foi publicada em Superação. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>