Motivos para viver

 

Há alguns dias, participando de uma reunião, um amigo de repente disse:

- Hoje me levantei às 11h! Não tinha motivos para sair da cama.Essa fala deveras me impressionou e me fez ficar atenta. Como assim?

Que perigo corremos nós, após ter trabalhado por tantos anos, criado e educado nossos filhos e aposentado, ter que ter motivos para sair da cama.

A fala do meu amigo tocou-me profundamente e um misto de empatia e compaixão apossou-se de mim.

Pensei nisso por vários dias e ainda penso.

Estou concluindo que após ter trabalhado sério pela vida afora agora precisamos fazer uma reconstrução e encontrar prazer nas coisas mais simples da vida, caso contrário estaremos correndo grandes riscos, a ociosidade e ou a falta de motivação provoca verdadeiros estragos emocionais. A princípio quando nos aposentamos é uma delícia. Não precisamos ter horário para acordar e sair no meio da tarde para fazer compras é de fato uma maravilha. Dormir à tarde numa quarta feira ou ver um filme até a madrugada é diferente e prazeroso, mas aos poucos, passada a novidade quase sempre nos sentimos assim meio que fora do mundo. Já ouvi repetidamente “agora sou um zero à esquerda”, sem falar na clássica síndrome do “ninho vazio”, quando nossos filhos já bateram asas.

Uma estranha sensação de inutilidade!

É hora de reconstruir e aproveitar o máximo possível.

Há algum tempo atrás me senti assim e percebi que era hora de refazer muita coisa.

Saí da cama no meio da tarde e decidi que tomaria prazerosamente um café, com toda calma do mundo, absorvendo cada gota. Sentei à mesa sentindo-me uma rainha e a partir daí cada passo foi cuidadosamente calculado, evitando reclamar mas sim decidida a aproveitar tudo que o novo status pode oferecer.

É possível sim, é necessário encontrar razões para viver. Elas podem ser encontradas nos mínimos detalhes.

Atenção!

Até a próxima,

Maria Viola Bona

Não há artigos relacionados

Esta entrada foi publicada em Terceira Idade. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>